Você está aqui Mundo Educação Química Curiosidades Químicas Leite de Magnésia acaba com odor nas axilas

Leite de Magnésia acaba com odor nas axilas

Leite de Magnésia acaba com odor nas axilas
Você pode colocar o leite de magnésia em um frasco de desodorante vazio e usar

O leite de magnésia é o nome comercial da solução aquosa do hidróxido de magnésio (Mg(OH)2) numa concentração de aproximadamente 7% em massa. A principal aplicação desse líquido branco e espesso é como antiácido e laxante. Porém, existe outra finalidade para esse produto que tem ganhado cada vez mais adeptos: o seu uso como desodorante.

Esse uso tem se difundido, entre outras coisas, pelos seguintes motivos:

1. É uma alternativa ecológica ao desodorante comum;

2. Muitas pessoas têm medo de que o antitranspirante normal cause câncer. Um ramo da medicina conhecido por Medicina Ortomolecular sugere que o alumínio presente nos antiperspirantes e antitranspirantes pode ser absorvido pelo organismo e se acumular, o que aumentaria a incidência de câncer de mama e o mal de Alzheimer. Segundo parecer técnico divulgado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), até o momento não existe comprovação científica para essas alegações.

3. O leite de magnésia é mais barato que os antitranspirantes comuns, além de durar mais tempo.

Para concluirmos se o leite de magnésia consegue realmente acabar com o mau cheiro nas axilas, precisamos primeiramente saber o que constitui o nosso suor e porque ele apresenta esse odor desagradável.

As nossas glândulas écrinas e epócrinas secretam o suor, que é constituído basicamente de água (99%), cloreto de sódio, ácidos carboxílicos de baixa massa molar, ureia, sais de ferro, potássio, amônio, ácido lático, proteínas e outros componentes. A sua função é regular a temperatura corporal e eliminar metabólitos.

O suor é então eliminado pelas glândulas sudoríparas, inicialmente sem nenhum odor desagradável. Porém, na nossa pele existem bactérias que metabolizam as substâncias do suor e produzem alguns compostos de cheiro ruim, tais como ácido butírico, capróico e outros associados a aminas e mercaptana.

O odor do suor nas axilas pode provocar grande constrangimento

Esses ácidos carboxílicos mencionados possuem um cheiro bastante forte e irritante. Por exemplo, o ácido butírico (C3H7COOH) possui esse nome porque vem do latim butirum, que significa “manteiga”, ele tem o cheiro de manteiga rançosa. O ácido capróico vem do latim caper, que significa “cabra”, é o popular “cheiro de bode”.

Assim, lavar com água e sabão as axilas diminui o cheiro ruim, entretanto, não acaba totalmente com o odor, pois não atinge por completo os agentes microbianos, que podem ficar na derme, a camada intermediária da pele. Por isso, a necessidade de se utilizar “produtos químicos”.

Como vimos, são os ácidos que trazem o mau cheiro, assim, se usarmos substâncias básicas no local, o meio é neutralizado. Por exemplo, se utilizarmos o leite de magnésia, que é a base hidróxido de sódio, estaremos tornando o meio básico, o que irá provocar a morte das bactérias e, consequentemente, elas não irão decompor as substâncias orgânicas eliminadas no suor.

Outra substância muito utilizada em talcos desodorantes é o bicarbonato de sódio (NaHCO3), pois ele é capaz de neutralizar o excesso de ácido no meio.

Assuntos Relacionados



Deixe seu comentário para

Leite de Magnésia acaba com odor nas axilas








28 comentários

Faça seu Login

  • quarta-feira | 20/05/2015 | maria
    Usuário

    Olá! Já utilizei esse método e vários outros, posso dizer que funcionam temporariamente no que se diz repeito ao odor nas axilas. O que resolveu meu problema, foi quando fui ao dermatologista e ele me receitou um sabonete, pomada e spray. O sabonete é o soapex para lavar duas vezes ao dia, já a pomada e o spray só compra com a receita. Ficou em torno de R$110,00, achei caro num primeiro momento, mas pelo beneficio que traz vale a pena. Aconselho que NÃO utilizem produtos sem orientação de um bom dermatologista, não vale a pena, já usei muitas vezes e sei bem o que estou dizendo, ficava horas na internet pesquisando e as vezes ficava irritada quando alguém escrevia para ir ao médico. Sei também que a consulta e os remédios são caros, mas só foi desse jeito que resolvi.

  • segunda-feira | 18/05/2015 | PAULO CELETI
    Usuário

    Olá, me lembro como se fosse hoje, eu tinha 25 anos hoje faço 60, estava eu num sábado de sol em são bernardo do campo onde morava e, pairava solitária sobre uma cadeira no quarto um camisão "quem é mais velho vai lembrar da moda da época" resolvi pedir pro meu irmão emprestada o tal camisão, ele disse ok mas minha namorada usou pode ser? "Meu Deus se eu soubesse" nunca mais o cheiro me largou, mas como inventor que sou fucei até encontrar a solução, misturei alguns produtos naturais e deu certo, portanto faço uso a 35 anos do meu próprio desodorante que tem uma duração de 140 horas, só lá pelos anos de 1997 lí uma matéria na revista veja de uma professora de cosmetologia da USP/SP que falava sobre uma bactéria que por ser menor que as demais de aloja na raiz dos folículos capilares das a

  • segunda-feira | 04/05/2015 | Marcelli de...
    Usuário

    Amei esse texto! Informações valiosas e muito objetivas! muito obrigada :) Só fiquei em dúvida de uma coisa: Não seria hidróxido de Magnésio ao invés da soda cáustica?

  • quarta-feira | 15/04/2015 | kesia
    Usuário

    Gente estou muito preocupada pois nunca tive problemas com odor nas axilas, antes se eu esquecesse de passar o desodorante nem me preocupava pois não tinha mau odor, mas agora. ...nenhum desodorante ou antitranspirante aguenta, quando lavo minhas axilas parece que tem um filme que não deixa o sabonete penetrar e fazer a limpeza, já usei o limão que até controla mas só o dia que uso depois volta. O que faço?