Você está aqui Mundo Educação Química Química Orgânica Classificação das Cadeias Carbônicas

Classificação das Cadeias Carbônicas

Classificação das Cadeias Carbônicas
Os compostos orgânicos, que compõem a maioria das substâncias ao nosso redor e até mesmo dentro de nós, são formados por diferentes tipos de cadeias carbônicas. O tipo de cada cadeia é que determinará

As cadeias carbônicas podem ser classificadas de acordo com quatro critérios fundamentais. Eles são:

1. Quanto ao fechamento da cadeia;
2. Disposição dos átomos dentro da cadeia;
3. Tipo de ligação entre os carbonos e;
4. Presença de átomos de outros elementos entre os carbonos.

Vejamos cada caso:

1. Quanto ao fechamento da cadeia:

1.1 –Aberta, acíclica ou alifática: são aquelas cadeias carbônicas que possuem duas ou mais extremidades livres, ou seja, não possuem nenhum ciclo. O encadeamento dos átomos não sofre nenhum fechamento. Exemplo:

Exemplo de cadeia carbônica aberta.

1.2  – Fechada ou cíclica: não há nenhuma extremidade, isto é, forma-se um ciclo, núcleo ou anel, pois há o encadeamento dos átomos de carbono. Exemplo:

Exemplo de cadeia carbônica fechada.

1.3  – Mista: é aquela cadeia que possui pelo menos uma parte em que os átomos não estão encadeados (ou seja, fechados), e a outra parte é fechada. Exemplo:

Exemplo de cadeia carbônica mista.

1.4 – Aromática: cadeia cíclica que possui anel benzênico. Exemplo:

Anel benzênico.

2. Disposição dos átomos dentro da cadeia:

2.1  – Normal: a cadeia possui apenas duas extremidades. Só existem carbonos primários e secundários. Exemplo:

Exemplo de cadeia carbônica normal.

2.2 Ramificada: aquela cadeia que possui mais de duas extremidades e tem pelo menos um carbono terciário ou quaternário. Exemplo:

Exemplo de cadeia carbônica ramificada.

3. Tipo de ligação entre carbonos:

3.1 – Saturada: se na cadeia só tiver ligações simples entre carbono. Observe: é só entre carbonos; se tiver alguma ligação dupla com outro átomo (oxigênio, por exemplo), não é uma cadeia saturada. Exemplo:

Exemplo de cadeia carbônica saturada.

3.2  – Insaturada: é quando se possui pelo menos uma ligação dupla ou tripla entre carbonos. Exemplo:

Exemplos de cadeias carbônicas insaturadas.

4. Presença de átomos de outros elementos entre os carbonos:

4.1. – Homogênea: é aquela cadeia carbônica que não possui nenhum heteroátomo, ou seja, átomos entre carbonos. Novamente aqui vale uma ressalva: é só entre carbonos. Se for fora da cadeia, continuará sendo homogênea. Exemplo:

Exemplo de cadeia carbônica homogênea.

4.2. – Heterogênea: possui algum heteroátomo em sua cadeia. Exemplo:

Exemplo de cadeia carbônica heterogênea

Assim, tendo em mente esses conceitos, observe as cadeias abaixo e como são classificadas:

Classificação de algumas cadeias carbônicas

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados



Deixe seu comentário para

Classificação das Cadeias Carbônicas








12 comentários

Faça seu Login

  • terça-feira | 07/05/2013 | carina
    Usuário

    muito bom vou usar para estudo de uma prova

  • quinta-feira | 04/04/2013 | dayanaa
    Usuário

    pow valew muitto bem explicadu adoreii...

  • quinta-feira | 14/03/2013 | Neusa manala
    Usuário

    Muito obrigada pela ajuda amei

  • quinta-feira | 20/12/2012 | Guidy
    Usuário

    Muito Bom Ameei. Já estou pronta praa fazer a minha prova. :)