Totalitarismo
Hitler e Mussolini: representantes de regimes totalitários do século XX.

O totalitarismo é uma experiência política que se refere a alguns tipo de governo estabelecidos na Europa do pós-Primeira Guerra. O termo foi primeiramente cunhado pelo filósofo Giovanni Amendola, que definiu o regime totalitário enquanto auge de um processo onde um indivíduo ou partido político passa a controlar o Estado. No entanto, o totalitarismo também pode ser definido por meio de uma relação com a sociedade onde os indivíduos têm suas vidas intimamente controladas pelo governo.

Partindo desse ideal onipresente que o Estado totalitário ganha em seu discurso formal, podemos pontuar genericamente alguns dos traços mais recorrentes a esse tipo de governo. Na esfera política, o totalitarismo reprime sistematicamente a existência de diferentes grupos políticos divergentes da orientação oficial. Por isso, tais governos costumeiramente defendem a adoção de um sistema unipartidário, sendo nenhum outro grupo político reconhecido.

Na economia, vemos a instalação de uma doutrina de caráter visivelmente intervencionista. A participação direta do Estado na economia seria um ponto onde qualquer outra forma de ordenação das atividades produtivas seria contrária ao fortalecimento da economia e do próprio governo. Geralmente, esse tipo de intervenção se manifesta na implantação de empresas estatais e na regulação direta dos empreendimentos da iniciativa privada.

Tendo a concentração de poderes como um de seus traços mais característicos, os governos totalitários estabelecem as forças armadas e policias como uma extensão do Estado. Frente aos possíveis opositores políticos, a polícia tem como papel fundamental garantir a submissão ao governo utilizando de violência física, tortura, prisões arbitrárias, espionagem, censura e exílio. As forças armadas, complementando essa ação, devem estar fortemente munidas contra qualquer ameaça externa.

Fora essas manifestações diretas de seu poder de ação, o totalitarismo também conta com uma ideologia sistematicamente reafirmada por meio de agências de propaganda. Por meio de uma propaganda massiva, o regime repete sistematicamente uma visão histórico-ideológica da nação. Geralmente, os líderes totalitários buscam reconstruir um “passado glorioso” que deve ser incessantemente glorificado enquanto exemplo a ser retomado.

Nesse aspecto, a veneração a símbolos e heróis nacionais reforça tal interpretação do passado. O ufanismo nacionalista é repetidas vezes comemorado por meio de manifestações públicas, feriados nacionais, cartazes, canais de comunicação do Estado e políticas educacionais. Além de supervalorizar um passado de glórias, a ideologia totalitarista oferece uma perspectiva de futuro onde a unidade oferece um porvir próspero e soberano.

Retomando os traços característicos do regime totalitarista, podemos visualizar alguns governos onde esse tipo de ação tomou forma. Entre os mais conhecidos governos totalitaristas podemos destacar o nazismo alemão, o fascismo italiano e o stalinismo soviético. O totalitarismo, sendo uma forma ideal de governo, também teve em cada uma dessas nações características que os diferenciaram.

Além disso, podemos destacar que as práticas totalitaristas podem existir em alguns governos que não se reconhecem totalitários. Dessa forma, não podemos dizer que o totalitarismo sumiu completamente ou perdeu força entre as nações que partiram para a adoção de um regime democrático. Mesmo em algumas democracias, a questão da liberdade individual, organização dos movimentos sociais ou o sistema eleitoral podem conter alguns traços de natureza totalitária.


Por Rainer Sousa
Mestre em História

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados



Deixe seu comentário para

Totalitarismo








15 comentários

Faça seu Login

  • terça-feira | 13/03/2012 | Salvador Vilanova
    Usuário

    É perfeitamente possível traçar um paralelo com o regime lulo-petista!

  • quarta-feira | 09/11/2011 | daianny
    Usuário

    quando falamos de historia e tudo oque ja aconteceu no passado e bo m refletir bem sobre qualquer assunto que cabe a nos!!!!!

  • segunda-feira | 13/06/2011 | Lucas Dantas
    Usuário

    Já li artigos de Rainer Sousa em outro portal, mas nenhum tão elaborado quanto este. Sucessos!

  • quinta-feira | 09/06/2011 | aline
    Usuário

    foi muito legal adorei....