Você está aqui Mundo Educação História do Brasil Brasil República Era Vargas Revolução de 1930

Revolução de 1930

Revolução de 1930
O apoio dos militares foi essencial para que Getúlio chegasse ao poder com a Revolução de 1930.
Percorrendo o cenário político da década de 1920, observamos que a hegemonia das oligarquias vinha sofrendo com diversos movimentos de oposição. Nas cidades militares de baixa patente, comumente chamadas de “tenentes”, rebeliões que demonstravam a força do espaço urbano no seio das discussões políticas eram organizadas. Por outro lado, a crise do setor cafeeiro e os amplos recursos dedicados a essa mesma atividade, despertavam a insatisfação de outros grupos socioeconômicos da época.

Apesar de tantas instabilidades, os oligarcas conseguiram se preservar no poder até 1930. Naquele ano de disputa eleitoral, o presidente paulista Washington Luís quebrou com a alternância de poder instalada pelo café-com-leite ao indicar o governador de São Paulo, Júlio Prestes, como seu sucessor. Tal medida seria em consequência ao estouro da “Crise de 1929”, que havia afetado especialmente os lucros dos paulistas com a venda do café no mercado externo.

Com tal ruptura, as chamadas oligarquias dissidentes formaram uma chapa de oposição constituída por grandes figuras políticas de Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte. Compondo a chamada “Aliança Liberal”, os políticos desse grupo lançaram o nome de Getúlio Dornelles Vargas para a presidência. Assumindo o posto de grupo oponente às oligarquias, os liberais logo contaram com o apoio do eleitorado urbano e de várias figuras entre os tenentes.

Mesmo com tanto apoio, a Aliança Liberal acabou sendo derrotada pelo antigo sistema de favores, indicações e fraudes que contaminavam o cenário eleitoral. Mesmo denunciando as irregularidades e buscando acordos para uma possível revolução, Vargas e seus aliados já estavam praticamente derrotados pela força das oligarquias. No entanto, em julho daquele ano, o inesperado assassinato de João Pessoa (vice de Getúlio) acabou servindo de pretexto para a organização da Revolução de 1930.

Ocorrido no dia 3 de outubro, o levante aconteceu simultaneamente em vários estados do país. Em menos de um mês, os tenentes e outros apoiadores do movimento puderam impor a deposição de Washington Luís e a chegada de Getúlio Vargas ao governo presidencial. Apesar de ser conhecido como uma “revolução”, tal evento histórico simbolizou um rearranjo do poder político através do fim do poderio, exclusivamente conduzido pelos oligarcas.


Por Rainer Sousa
Mestre em História

Assuntos Relacionados



Deixe seu comentário para

Revolução de 1930








9 comentários

Faça seu Login

  • sexta-feira | 16/08/2013 | José Mauro
    Usuário

    Este senhor sentado ao lado esquerdo de Getúlio Vargas, parece muito com o meu avô José Rosa Farias.

  • terça-feira | 14/02/2012 | Fredson Santana
    Usuário

    Um resumo bem elaborado. Adorei!

  • terça-feira | 14/02/2012 | Fredson Santana
    Usuário

    Um resumo bem elaborado. Adorei!

  • segunda-feira | 12/12/2011 | Patrick
    Usuário

    Bom texto,bem exclarecedor vlw.