Pau-brasil
A extração do pau-brasil foi a primeira das atividades de exploração comandada pelos portugueses.

Assim que pisaram em terras brasileiras, os portugueses não pouparam tempo em investigar a existência de ouro e prata em nossas terras. Mediante a negativa, acabaram desviando suas atenções para a extração de uma árvore chamada pau-brasil. A tinta de cor vermelha, empregada na fabricação de tecidos e a sua madeira resistente, acabaram justificando a primeira atividade econômica dos portugueses por aqui.

No momento em teve notícia sobre a existência do pau-brasil, a Coroa Portuguesa anunciou o monopólio sobre as atividades de extração dessa madeira. Ou seja, qualquer pessoa que tivesse o interesse em buscar o pau-brasil nas terras da colônia deveria comprar uma concessão vendida pelo governo português. Inicialmente, essa concessão foi exclusivamente concedida para Fernão de Noronha.

Apesar dos dispositivos legais que garantiam o controle sobre essa exploração ultramarina, os portugueses foram alvo da ação de corsários que retiravam o pau-brasil de nossas terras. Os espanhóis fizeram parte desse contrabando, mas não tiveram grande presença por conta do Tratado de Tordesilhas. Já os franceses, que não reconheciam a validade desse mesmo tratado, promoveram diversas incursões em nosso litoral.

O processo de extração da madeira era realizado através da força de trabalho voluntária dos índios brasileiros. Eles realizavam a derrubada das árvores e cortavam-nas em pedaços menores. Depois disso, realizava o transporte da madeira nas feitorias, uma espécie de armazém construído pelos portugueses na região litorânea. Para gratificar os índios, os portugueses trocavam a madeira por pequenos utensílios e mercadorias. Esse tipo de relação de troca ficou sendo conhecida como escambo.

A exploração do pau-brasil durou até o século XIX, mas sua importância foi diminuindo na medida em que outras atividades despertaram o interesse da Coroa. Ao longo do tempo, a exploração indiscriminada do pau-brasil acabou trazendo sérios impactos ambientais. Diversas espécies de animais e plantas foram extintos, e grandes áreas exploradas ficaram completamente improdutivas.

Por Rainer Sousa
Mestre em História
Equipe Mundo Educação

Assuntos Relacionados



Deixe seu comentário para

Pau-brasil








1 comentários

Faça seu Login

  • quinta-feira | 13/12/2012 | mayra rossi
    Usuário

    muito boom gostei muito me ajudou para fazer o meu trbalho......