Você está aqui Mundo Educação História do Brasil Governos Militares Os senadores biônicos e o pacote de Abril

Os senadores biônicos e o pacote de Abril

 

O nome senadores biônicos foi dado aos parlamentares escolhidos diretamente pelo governo para ocupar um terço das cadeiras do Senado, nos últimos anos da ditadura militar.

Os senadores biônicos faziam parte do conjunto de medidas conhecidas como “Pacote de Abril”, uma ação do governo do general Geisel lançada em abril de 1977, que, além dos senadores biônicos, aumentava o mandato presidencial para seis anos e modificava a composição da Câmara dos Deputados, dando maior representação às bancadas do norte e nordeste do Brasil. Essas regiões recebiam uma forte influência política da ARENA, partido conservador de sustentação do regime militar.

No governo de Ernesto Geisel foram nomeados os senadores biônicos a fim de garantir o controle do Congresso pelos militares
No governo de Ernesto Geisel foram nomeados os senadores biônicos a fim de garantir o controle do Congresso pelos militares

A denominação biônica dada aos senadores decorria de uma série norte-americana de televisão, “O homem de Seis Milhões de Dólares”, que era retransmitida no Brasil pela rede Bandeirantes de São Paulo, na qual o personagem principal tinha sua vida salva por agentes do governo dos EUA, através de implantes biônicos instalados em seu corpo. A metáfora era feita para indicar os parlamentares que não enfrentavam as campanhas eleitorais e eram protegidos pelo governo.

O objetivo real era garantir uma maioria do governo militar no Congresso Nacional, além possibilitar ao governo Geisel um consenso entre as forças mais à direita dentre os militares. A medida fazia parte de seu projeto de abertura “lenta, gradual e segura”, que visava à participação da população brasileira na vida política do país, através da reconstrução de um regime democrático representativo.

Assuntos Relacionados



Deixe seu comentário para

Os senadores biônicos e o pacote de Abril








2 comentários

Faça seu Login

  • quarta-feira | 09/01/2013 | Tales dos...
    Usuário

    O “Pacote de Abril” foi uma reação do Governo civil-militar de Geisel contra a ascensão política da oposição consentida, representada no MDB (Movimento Democrático Brasileiro), que vinha ocorrendo desde 1974. O objetivo era ampliar o apoio parlamentar ao governo civil-militar com o favorecimento das candidaturas da ARENA (Aliança Renovadora Nacional). A medida institucional encontrada para esse fortalecimento consistiu na alteração da forma de representação no Congresso Nacional, amparada na “Lei Falcão”, sendo que o número de parlamentares de cada estado seria estipulado de acordo com o número de habitantes, e não mais de acordo com o número de eleitores. Desta forma se ampliava o número de parlamentares do Norte e Nordeste, onde a ARENA tinha uma base eleitoral mais forte. No caso do Estado do Piauí os principais beneficiados foram os políticos que orbitavam em torno da família Portela Nunes, sendo Petrônio Portela senador até 1979 e seu irmão, Lucídio Portela, que foi nomeado governador do estado em 1978. Inclusive, o Piauí foi um dos poucos estados onde a ARENA obteve mais votos que o MDB nas eleições daquele ano. Prof. Tales dos Santos Pinto Equipe Mundos da Educação.

  • terça-feira | 08/01/2013 | CARLOS ALBERTO...
    Usuário

    Como gosto muito de política gostaria de me aprofundar mais um pouco sobre o Tema pacote de abril lançado em abril de 1977,pelo então governo Geisel,e qual consequênciua ou efeito ocorreu no Estado do Piauí.Quém foi beneficiado?