Você está aqui Mundo Educação Gramática Pontuação Os termos acessórios da oração e o uso da vírgula – relação de dependência

Os termos acessórios da oração e o uso da vírgula – relação de dependência

Partindo-se do princípio de que a vírgula se encontra relacionada a fatores de ordem sintática, torna-se facilmente compreensível a razão de ela também se manifestar entre os chamados “termos acessórios da oração”. Para tanto, analisaremos cada um deles de modo particular, tendo em vista os traços que os delineiam.


* O adjunto adnominal – Como sabemos, este termo tem por finalidade caracterizar um substantivo sem a intermediação de um verbo. Logo, constata-se que sua função é estritamente adjetiva, ora representada pelos artigos, adjetivos, locuções adjetivas, pronomes adjetivos e numerais. Em virtude de tal aspecto, os adjuntos adnominais, quaisquer que sejam eles, não podem ser separados por vírgula. Vejamos, pois, alguns exemplos:

As primeiras alunas classificadas chegaram.

Quando analisados os termos em destaque, constata-se que desempenham a função anteriormente expressa, eis o porquê da ausência do sinal de pontuação.

* Adjunto adverbial – Tendo em vista a função desempenhada por este termo, que é a de indicar a circunstância em que se desenvolve o processo verbal, bem como a de intensificar um verbo, adjetivo ou advérbio, recomenda-se usar a vírgula quando ele (o adjunto) vier após o verbo e seu respectivo complemento. Como, por exemplo, em:

Encontrei alguns professores, hoje pela manhã, reunidos com o diretor.


* Adjunto adverbial anteposto ou intercalado
– Mediante tal situação, o adjunto deve ser separado por vírgula. Entretanto, quando este aparecer em pequena extensão, a vírgula estará dispensada.

Hoje pela manhã, encontrei alguns professores reunidos com o diretor.

Amanhã irei rever alguns amigos.


* Aposto –
Cientes de sua função, expressa pelo termo que amplia, explica, desenvolve ou resume o conteúdo relacionado ao termo anterior, somente o aposto especificativo não é separado por vírgula. Constatemos, pois:

Machado de Assis, representante do Realismo, tornou-se um cânone literário.

Estamos diante de um cânone literário: Machado de Assis.
(Notamos que os dois-pontos também representam um dos sinais de pontuação).


A cidade do Rio de Janeiro é considerada uma das mais belas do país.
(Aposto especificativo pelo fato de um substantivo próprio “Rio de Janeiro” individualizar um substantivo comum – “cidade”).


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

Assuntos Relacionados



Deixe seu comentário para

Os termos acessórios da oração e o uso da vírgula – relação de dependência








1 comentários

Faça seu Login

  • quinta-feira | 14/06/2012 | jessica
    Usuário

    e muito bom estudar portugues eu adoromuitoe vcs adorao tambem