Você está aqui Mundo Educação Geografia Geografia humana Socialismo e Comunismo: existem diferenças?

Socialismo e Comunismo: existem diferenças?

Socialismo e Comunismo: existem diferenças?
A principal diferença entre o socialismo e o comunismo é a existência do Estado.

Desde o surgimento do comunismo, ideologia criada após a Revolução Russa, as palavras “socialismo” e “comunismo” passaram a ser usadas como sinônimos por todo o século XX. Na verdade, embora ambas as teorias caminhem para o mesmo objetivo, existem certas diferenças conceituais entre as duas palavras. Em síntese, podemos dizer que o socialismo é uma etapa de transição do capitalismo para o comunismo.

Socialismo é um conjunto de doutrinas que tem por fim a socialização dos meios de produção. Partindo do pressuposto de que os problemas sociais derivam das desigualdades entre os indivíduos, o sistema visa à extinção da propriedade privada. O governo investiria no cidadão desde seu nascimento, no entanto, ficaria como se fosse o “dono” daquele indivíduo, que seria obrigado a seguir regras rígidas e a trabalhar para todos na medida de suas possibilidades.

Nesse sentido, ainda existe a necessidade de existência do Estado para coordenar a socialização dos meios de produção e defender os interesses dos trabalhadores contra a volta do sistema capitalista.

Comunismo é um sistema de governo onde não existem classes sociais, propriedade privada e, o mais importante, não existe a figura do Estado; essa é a diferença. Em outras palavras, o socialismo é uma etapa de transição anterior ao comunismo que visa o desaparecimento do capitalismo. No comunismo, não há a necessidade de existência de um Estado em virtude do fato de que todas as decisões políticas são tomadas pela democracia operária.

Ao contrário do que muitos pensam, a etapa do comunismo nunca foi atingida por nenhum país, uma vez que não houve nenhuma sociedade onde se registrou a ausência de um Estado.

Assuntos Relacionados



Deixe seu comentário para

Socialismo e Comunismo: existem diferenças?








152 comentários

Faça seu Login

  • quinta-feira | 03/04/2014 | Abc@hotmail.coma
    Usuário

    O peito do pé do comunismo é preto.

  • quinta-feira | 06/02/2014 | João...
    Usuário

    Socialismo/comunismo. A nomenclatura não importa, mas o Brasil segue à risca nesse objetico, embora massificado, senão vejamos: o estado tem um nome, PT. O cidadão trabalha para todos, ou seja, 7 meses epor ano em impostos. A propriedade dita privada é comsumida nos impostos . Quem decide são os sindicatos, a entender, proletários. A liderança lúcida não faz nada para estancar essa patologia.

  • quinta-feira | 15/08/2013 | Yuri Amorim
    Usuário

    Na verdade a um grande equivoco no texto! " O governo investiria no cidadão desde seu nascimento, no entanto, ficaria como se fosse o “dono” daquele indivíduo, que seria obrigado a seguir regras rígidas e a trabalhar para todos na medida de suas possibilidades." Na verdade essa é uma atitude tomada por Cuba, Não significa que o socialismo siga sempre essa linha, o cidadão paga impostos para que essa verba retorne em serviços básicos, educação, saúde, transporte... se eu pago por isso, não tenho divida com o governo, Pois oque foi investido em mim é fruro do meu dinheiro tbm!

  • terça-feira | 09/07/2013 | Diane
    Usuário

    A explicação poderia-se dizer, que a diferença entre socialismo e comunismo é só uma: a inexistência do Estado, já que a exclusão da propriedade privada e classes sociais, tanto o socialismo quanto o comunismo tem em comum.