Você está aqui Mundo Educação Geografia Geografia humana Geopolítica Nações sem território

Nações sem território

Nações sem território
Manifestação de Tibetanos para a criação de um território próprio

Em diversas partes do planeta existem nações reivindicando a formação de um território (Estado próprio), pois elas habitam países onde a nação predominante é outra. Esses grupos, compostos por indivíduos que apresentam características históricas, religiosas, culturais, valores sociais, entre outros elementos em comum, solicitam a criação de um país que será definido e delimitado por e a partir de relações de poder, sendo estabelecida uma unidade administrativa autônoma e reconhecida pela comunidade internacional. Entre as principais nações nessa situação estão:

Curdos:
Com mais de 26 milhões de pessoas, os curdos são a maior nação sem território do mundo. Esses indivíduos habitam a Armênia, Azerbaijão, Irã, Iraque, Síria e Turquia. Essa nação, vítima de perseguições e massacres, reivindica a criação do Curdistão, entre o norte do Iraque, oeste da Turquia e noroeste do Irã.

Palestinos:
Essa grande nação é composta por mais de sete milhões de pessoas que estão situadas no Oriente Médio. Os palestinos lutam pela formação de um território autônomo e a reincorporação de áreas ocupadas pelos israelenses. A Organização para Libertação da Palestina (OLP) é o principal grupo na busca pela criação de um Estado próprio.

Tibetanos:
Os tibetanos ocupam o centro-leste do continente asiático, um território dominado pelo governo chinês, que oprime de forma violenta o movimento de autonomia dessa nação. Os mais de seis milhões de tibetanos, de tradição budista, não aceitam a ocupação da China e solicitam a criação de um país.

Caxemires:
A região da Caxemira é dominada pela Índia, Paquistão e China, além de abrigar duas nações: muçulmanos (quatro milhões) e hindus (um milhão). A maioria dos habitantes (muçulmanos) deseja que o território seja anexado ao Paquistão, porém há grande oposição por parte dos hinduístas.

Bascos:
A nação basca, formada por mais de 2,3 milhões de indivíduos, ocupa uma área na porção norte da Espanha e no sul da França. Esse grupo apresenta cultura própria, com destaque para a língua (euskara) e a religião: católicos romanos. O movimento de criação de um território próprio é liderado pelo ETA (Pátria Basca e Liberdade), que, apesar de enfraquecido e desarticulado politicamente, continua realizando atentados terroristas para pressionar o governo espanhol.

Chechenos:
Nação formada por aproximadamente 1,2 milhão de pessoas, os chechenos vivem em uma área de domínio russo, nas montanhas do Cáucaso. O movimento separatista ganhou força com a fragmentação da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) e a declaração de independência e formação do Estado-Nação da Chechênia, em 1991. Porém, os russos não aceitaram a formação do território checheno e combatem o movimento com bastante violência: estima-se que mais de 120 mil chechenos já foram assassinados pelo exército da Rússia. `

Por Wagner de Cerqueira e Francisco
Graduado em Geografia

Assuntos Relacionados



Deixe seu comentário para

Nações sem território








7 comentários

Faça seu Login

  • quarta-feira | 12/12/2012 | catia viana
    Usuário

    gostei e muinto bom kkkkkkkkkkkkkkkkk

  • quinta-feira | 12/04/2012 | Everton
    Usuário

    gostei muito nossa vida nada melhor

  • segunda-feira | 27/02/2012 | yyyuyuyy
    Usuário

    muito bom msmo vlw caras

  • quarta-feira | 15/02/2012 | lora
    Usuário

    gostei obrigada