Você está aqui Mundo Educação Geografia Geografia humana do Brasil Estrutura fundiária do Brasil

Estrutura fundiária do Brasil

Estrutura fundiária do Brasil
Instrumentos utilizados em pequenas propriedades rurais.
A estrutura fundiária corresponde ao modo como as propriedades rurais estão dispersas pelo território e seus respectivos tamanhos, que facilita a compreensão das desigualdades que acontecem no campo.

A desigualdade estrutural fundiária brasileira configura como um dos principais problemas do meio rural, isso por que interfere diretamente na quantidade de postos de trabalho, valor de salários e, automaticamente, nas condições de trabalho e o modo de vida dos trabalhadores rurais.

No caso específico do Brasil, uma grande parte das terras do país se encontra nas mãos de uma pequena parcela da população, essas pessoas são conhecidas como latifundiários. Já os minifundiários são proprietários de milhares de pequenas propriedades rurais espalhadas pelo país, algumas são tão pequenas que muitas vezes não conseguem produzir renda e a própria subsistência familiar suficiente.

Diante das informações, fica evidente que no Brasil ocorre uma discrepância em relação à distribuição de terras, uma vez que alguns detêm uma elevada quantidade de terras e outros possuem pouca ou nenhuma, esses aspectos caracterizam a concentração fundiária brasileira.

É importante conhecer os números que revelam quantas são as propriedades rurais e suas extensões: existem pelo menos 50.566 estabelecimentos rurais inferior a 1 hectare, essas juntas ocupam no país uma área de 25.827 hectares, há também propriedades de tamanho superior a 100 mil hectares que juntas ocupam uma área de 24.047.669 hectares.

Outra forma de concentração de terras no Brasil é proveniente também da expropriação, isso significa a venda de pequenas propriedades rurais para grandes latifundiários com intuito de pagar dívidas geralmente geradas em empréstimos bancários, como são muito pequenas e o nível tecnológico é restrito diversas vezes não alcançam uma boa produtividade e os custos são elevados, dessa forma, não conseguem competir no mercado, ou seja, não obtêm lucros. Esse processo favorece o sistema migratório do campo para a cidade, chamado de êxodo rural.

A problemática referente à distribuição da terra no Brasil é produto histórico, resultado do modo como no passado ocorreu a posse de terras ou como foram concedidas.
A distribuição teve início ainda no período colonial com a criação das capitanias hereditárias e sesmarias, caracterizada pela entrega da terra pelo dono da capitania a quem fosse de seu interesse ou vontade, em suma, como no passado a divisão de terras foi desigual os reflexos são percebidos na atualidade e é uma questão extremamente polêmica e que divide opiniões.

Assuntos Relacionados



Deixe seu comentário para

Estrutura fundiária do Brasil








86 comentários

Faça seu Login

  • domingo | 15/06/2014 | guga
    Usuário

    muito bom

  • terça-feira | 22/04/2014 | vanna
    Usuário

    Ajudou bastante esse texto sobre: a estrutura fundiaria brasileira..

  • sexta-feira | 09/08/2013 | Ana Lúcia
    Usuário

    Boa tarde, Gostaria de chamar a atenção do site, para algo que de fato ajudaria muito se fosse modificado. Os anúncios que mudam de informação simultaneamente tiram o nosso foco durante a leitura do texto. Vocês poderiam colocá-los no possíveis cantos inferiores para não nos atrapalhar Att, Ana.

  • terça-feira | 30/07/2013 | paulo
    Usuário

    aquela parte do latifundiario axo q apareceu errado ( comfiram ai na d vcs porq na minha deu )