Você está aqui Mundo Educação Geografia Continentes América Aspectos Físicos do Continente Americano

Aspectos Físicos do Continente Americano

Os aspectos físicos do continente americano são bastante variados, tendo como característica principal as elevadas altitudes em sua porção ocidental.

Aspectos Físicos do Continente Americano
A maior parte do relevo do continente americano é de formação geológica antiga

O Continente Americano é formado por duas grandes massas continentais, uma localizada ao norte e que engloba a América do Norte, Central e o Caribe, e outra localizada ao sul, onde se encontra a América do Sul. Juntas, essas faixas de terra se estendem em uma área superior a 42 milhões de km², tornando-se o segundo maior continente do planeta, ocupando 8% da área terrestre e 28,5% das terras emersas.

Na porção oeste do continente, tanto ao norte como ao sul, observamos a presença de grandes cadeias montanhosas. No continente sul-americano, elas formam a Cordilheira dos Andes, que se formou em função do atrito da Placa Tectônica de Nazca e a Placa Sul-americana. Na continente norte-americano, elas formam acidentes geográficos como as Montanhas Rochosas e os Montes Apalaches, oriundos do choque entre a Placa Norte-americana e a Placa de Juan de Fuca.

A seguir, temos um mapa topográfico, indicando as variações de altitude no continente americano.

As variações do relevo das Américas
As variações do relevo das Américas

Em linhas gerais, o relevo das Américas é proveniente de uma formação geológica antiga, apresentando um número maior de bacias sedimentares e um caráter mais acidentado ao longo da maior parte de suas áreas. Apesar disso, existem ainda alguns escudos cristalinos na porção leste e central da América do Sul, na região da Guiana Francesa, no Norte da América do Norte e na Groelândia. Cadeias orogenéticas recentes podem ser visualizadas na Cordilheira dos Andes e em toda a costa oeste do continente.

A formação de elevadas altitudes no litoral próximo ao Oceano Pacífico dificulta a chegada de umidade advinda desse Oceano para o continente, produzindo alguns desertos e regiões áridas, a exemplo do que ocorre no México e nos Estados Unidos. Na América do Sul, no entanto, essa dinâmica não se aplica em função da presença da Floresta Amazônica, que produz uma intensa quantidade de umidade através de sua evapotranspiração, distribuindo ar úmido para todo o cone sul.  

Em razão de as Américas serem um continente de elevada extensão territorial no sentido norte-sul, suas regiões extremas apresentam baixas temperaturas, influenciadas pelas massas de ar polares. No entanto, massas de ar quente oriundas do interior das massas continentais elevam as temperaturas em regiões como a costa leste da América do Sul, do Norte e Central, além de reduzir a umidade do ar em alguns períodos do ano nas regiões centrais dessas três regiões. Assim, podemos perceber que o continente americano apresenta praticamente todos os tipos de clima existentes no planeta Terra.

O continente é também rico em termos de bacias hidrográficas. Dentre as inúmeras grandes bacias existentes, três delas merecem destaque: a bacia Platina, a do Mississipi-Missouri e a Amazônica, sendo essa última a maior do mundo tanto em extensão quanto em volume de água, propiciando uma riqueza hidrográfica sem igual em todo o mundo.



Deixe seu comentário para

Aspectos Físicos do Continente Americano








2 comentários

Faça seu Login

  • quinta-feira | 11/12/2014 | francisco
    Usuário

    ok encontrei tudo

  • quinta-feira | 11/09/2014 | Edneia Teodoro...
    Usuário

    Muito bom, achei tudo que precisava! : )