Você está aqui Mundo Educação Geografia Países Argentina
Argentina
Bandeira da Argentina

Localizada na América do Sul, a Argentina possui a segunda maior extensão territorial do subcontinente – 2.766.889 quilômetros quadrados. Seu território limita-se com o Chile (a oeste e ao sul), Uruguai (a leste), Paraguai (ao norte), Brasil (a nordeste), Bolívia (ao norte), além de ser banhado pelo oceano Atlântico (a leste). Na porção oeste estão a Cordilheira dos Andes e o ponto mais alto das Américas, o pico Aconcágua.


O clima argentino varia conforme a região: montanhosa (noroeste, sudoeste, oeste) predomina o árido tropical (nordeste), árido frio (sudeste), temperado continental (sul), tropical (norte), subpolar (extremo sul). Ao norte do território encontram-se as planícies do Chaco, entre os rios Uruguai e Paraná; no centro, os pampas.
No extremo sul, com clima úmido e frio, está localizada a Patagônia, constituída de paisagem exuberante, formada por florestas, geleiras e lagos.

A população da Argentina totaliza 40,2 milhões de habitantes, sendo a maioria de origem europeia. O país é extremamente urbanizado – 92% da população reside em áreas urbanas. A densidade demográfica é baixa, ou seja, o país é pouco povoado (15 habitantes por quilômetro quadrado).
Buenos Aires, capital da Argentina, abriga 12,8 milhões de habitantes, sendo, portanto, habitada por um terço da população nacional. O idioma oficial é o espanhol e a religião com o maior número de adeptos é o Cristianismo – 92% da população.

A economia nacional é a segunda mais expressiva da América do Sul, tornando-se inferior somente ao Brasil. A atividade agrícola é bem desenvolvida graças aos solos férteis do pampa, com destaque para a produção de trigo, milho, soja, girassol, algodão, cevada, erva-mate e batata. A pecuária é outra atividade de fundamental importância para a economia nacional, segmento que condiciona ao país ser grande produtor de carne de vaca, utilizando-se de tecnologia para refrigeração e processamento do produto.

A produção de vinho é outro elemento da economia. Atualmente, o país é considerado o quinto maior produtor mundial da bebida. A nação também se destaca pela sua grande diversidade no setor industrial, com enfoque para o alimentício, automobilístico e têxtil, sem falar nas grandes reservas de minérios que lá predominam.

O turismo é outra atividade econômica que vem se destacando no país, e, diga-se de passagem, vários dos seus visitantes são brasileiros.


Casa Rosada, sede do governo argentino

A moeda nacional é o peso argentino. Em 2009, o Produto Interno Bruto (PIB) da Argentina atingiu 328,4 bilhões de dólares. O país, juntamente com o Brasil, Paraguai e Uruguai, integra o Mercado Comum do Sul (Mercosul), maior bloco econômico da América do Sul. Entretanto, a Argentina passou por uma grande crise econômica no início desse século, embora esteja gradativamente, retomando seu crescimento e estabilidade financeira.

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) argentino é de 0,775 (considerado alto), segunda maior média sul-americana, inferior apenas a do Chile (0,783). Os fatores que estão diretamente ligados a essa incidência são:

Expectativa de vida: 75 anos.
Taxa de alfabetização: 97%.
Saneamento ambiental: 94% das residências.

Desde 2007, o país é governado por Cristina Kirchner, sendo a primeira mulher eleita para a presidência naquele país.



Deixe seu comentário para

Argentina








1 comentários

Faça seu Login

  • quarta-feira | 20/08/2014 | raissa luisa
    Usuário

    Eu amo Argentina demais eu tenho 10 anos mais continuo amando eu gosto da capital federal de Argentina BUENOS AIRES bjs bjs bjs ????