Você está aqui Mundo Educação Física Eletricidade O Transformador de Tensão

O Transformador de Tensão

O Transformador de Tensão
Esquema de um transformador
As inúmeras instalações elétricas muitas vezes necessitam que a tensão fornecida pelas companhias de energia elétrica aumente ou diminuía. Assim sendo, é necessária a utilização de um dispositivo que permita fazer essa transformação de tensão. Por exemplo, imagine que você compra um aparelho de mini system e descobre que ele é fabricado para funcionar com uma tensão de 110 V, no entanto, em sua casa só existem tomadas com tensão de 220 V. O que fazer nesse caso? A forma mais fácil de usar o aparelho de mini system, sem que ele seja danificado, é utilizar um aparelho denominado transformador. Esse aparelho consegue modificar tensões para que os aparelhos não sejam danificados.

De funcionamento bem simples, o transformador é um dispositivo de corrente alternada que opera baseado nos princípios eletromagnéticos da Lei de Faraday e da Lei de Lenz. O transformador de tensão é constituído por uma peça de ferro, denominada de núcleo do transformador, ao redor do qual são enroladas duas bobinas. Em uma dessas bobinas é aplicada a tensão que se deseja transformar, ou seja, aumentar ou diminuir. Essa bobina é chamada de bobina primária ou enrolamento primário. Depois de transformada, a tensão é estabelecida nos terminais da outra bobina, que é denominada bobina secundária ou enrolamento secundário.

Um transformador funciona do seguinte modo: ao aplicar uma tensão alternada no enrolamento primário surgirá uma corrente, também alternada, que percorrerá todo o enrolamento. Através dessa corrente estabelece-se um campo magnético no núcleo de ferro, esse por sua vez sofre várias flutuações e, consequentemente, surge um fluxo magnético que é induzido na bobina secundária.

Assuntos Relacionados



Deixe seu comentário para

O Transformador de Tensão








0 comentários

Faça seu Login