Você está aqui Mundo Educação Doenças Obesidade Infantil

Obesidade Infantil

Obesidade Infantil
A obesidade exige uma mudança de vida!

Que bebê mais fofinho... gordinho... rechonchudo... Essas expressões enchem os pais de alegria, pois erroneamente são vistas por eles como sinais de que seus filhos são saudáveis e bem alimentados. Mas até quanto ser “gordinho” é considerado um fator positivo?

O excesso de peso em crianças e adolescentes se apresenta como fator que potencializa doenças crônicas como pressão alta, por exemplo, além de contribuir para a sobrecarga nas articulações, comprometendo suas estruturas, podendo gerar problemas na postura corporal. Somando-se a isso, temos uma maior dificuldade na prática de esportes e problemas relacionados à baixa autoestima.

Desta forma, a obesidade tem ganhado o status de doença, devido às graves complicações à saúde do indivíduo se não for corretamente tratada. Seu tratamento exige do paciente uma grande força de vontade, uma vez que o mesmo deve abandonar hábitos que traz consigo desde a sua infância, muita das vezes.

Atualmente, há um aumento na frequência da doença e estimativas apontam que aproximadamente 40% das crianças e 75% dos adolescentes com problemas de excesso de peso têm maiores probabilidades de se tornarem adultos obesos. As causas para esse fenômeno estão relacionadas à uma alimentação desequilibrada, à pouca ou ausência total de atividade física, e à inclusão dos novos hábitos sociais como internet, fast food e outros. 

Os problemas referentes à alimentação se expressa no consumo, às vezes exagerado, de alimentos ricos em açúcares e gorduras, como frituras, condimentados, refrigerantes, entre outros. Associado à essa alimentação energética temos o sedentarismo, que propicia a acumulação de toda energia metabolizada dos alimentos ingeridos.

Mas existem outros fatores que contribuem para agravar esse problema?

Existem casos em que a obesidade está associada à predisposição genética da pessoa, que associada aos hábitos alimentares e de vida, favorece o ganho de peso.

No cinema, um filme apresenta uma relação interessante entre o futuro obeso das pessoas e o desequilíbrio ambiental do planeta. Esse filme é “Wall-E”, da Walt Disney Pictures e da Pixar Animation Studios, filme de animação dirigido do Andrew Stanton, lançado em 2008. Em sua história apresenta que toda a população do planeta fugiu para o espaço em naves para aguardar a descontaminação da Terra e, durante esse tempo, foram cuidados por robôs. Com o passar dos anos, a ociosidade devido às comodidades e à alimentação fizeram com que todos ficassem obesos e de certa forma incapazes de ação simples como ficar em pé! 

Mas, então, quais seriam as primeiras ações para mudar essa realidade em nossas crianças e jovens?

- Procure aumentar o consumo de frutas, vegetais e grãos integrais;

- Diminua o consumo de gorduras animais, que são fonte de colesterol;

- Diminua o consumo de açúcar refinado;

- Procure realizar suas refeições em local tranquilo. Desligue a televisão!

- Evite sempre que possíveis líquidos durante as refeições e

- Busque atividades físicas adequadas para cada idade, sempre com regularidade e orientação.

Fabrício Alves Ferreira
Graduado em Biologia
Equipe Mundo Educação

Tags Relacionadas Obesidade infantil jovem

Assuntos Relacionados



Deixe seu comentário para

Obesidade Infantil








3 comentários

Faça seu Login

  • quinta-feira | 16/05/2013 | keysse
    Usuário

    cuidado com a saude pq encanto pensamos que estamos magro engordamos mas

  • sexta-feira | 03/02/2012 | niele camila...
    Usuário

    tenho uma filha de - 6 anos e esta pesando quase 40 kg, só que ela não é de comer besteira pois eu não deixo, mas tem o fato dela ter nascido tambem ja um pouco grande com 4,400 kg e 52 cm, e a familia do pai é toda de gente grande e pouco obesos, tenho que me preocupar? me ajuda aí vai. E tenho tbem um bebe de 4 meses com quase 9 kg, e ela só mama em mim, e eu só peso 55kg tbem devo me preocupar ou não? gostaria de respostas.

  • segunda-feira | 04/10/2010 | Carla
    Usuário

    Tenho um filho de 18 anos, e ele esta pesando 130k ja tentei varios modos para ajuda-lo a emagrecer mas como ele não esta preocupado com seu peso esta muito dificil para consegui a faze-lo perder peso.