Você está aqui Mundo Educação Datas Comemorativas Setembro 25 de setembro — Dia do Trânsito

25 de setembro — Dia do Trânsito

O Dia do Trânsito foi criado na promulgação do Código Brasileiro de Trânsito, em 1997. O objetivo dessa data é promover a conscientização nas vias de tráfego do país.

25 de setembro — Dia do Trânsito
A criação do Dia do Trânsito objetiva a conscientização dos condutores de veículos no país

Celebra-se, no dia 25 de setembro, o Dia Nacional do Trânsito, a mesma data da promulgação do Código Brasileiro de Trânsito (CTB) no ano de 1997, na lei 9.503. Essa lei surgiu para aumentar o rigor nas fiscalizações nas vias de tráfego do Brasil e substituir a lei antiga datada de 1966. O objetivo era diminuir o número de acidentes no país.

O Dia do Trânsito demarca uma importante data utilizada para a conscientização pública, no sentido de promover um maior humanismo nas estradas e ruas por onde se deslocam automóveis, motocicletas, caminhões, ônibus, ciclistas e pedestres. A semana do dia 25 de setembro, por esse motivo, é demarcada como o Semana Nacional do Trânsito brasileiro.

O trânsito no Brasil é considerado bastante problemático, principalmente pelo elevado número de acidentes e, consequentemente, de vítimas. Um polêmico e impactante estudo realizado pelo Instituto de Pesquisas em Transportes da Universidade de Michigan, realizado em 193 países com base em dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), aponta que, no Brasil, morrem mais pessoas no trânsito do que por outras causas consideradas graves, como câncer, doenças cardiovasculares e até homicídios. Em média, o país apresenta 22 mortes por acidente de trânsito a cada mil pessoas.

Por esse motivo, além da criação do novo CTB em 1997, o governo brasileiro vem adotando outras medidas para tentar diminuir esses números, o que inclui a alteração das próprias leis do CTB e a realização de campanhas de conscientização. Recentemente, foi estabelecida a chamada “Lei Seca”, que apresenta tolerância zero para condutores que dirigem sobre o efeito do álcool em qualquer quantidade, além da proibição da venda de bebidas alcoólicas em rodovias federais. Mesmo assim, com a imprudência dos motoristas e a ausência de fiscalização nas vias, o número de acidentes causados por motoristas alcoolizados ainda é muito elevado no país.

Além do consumo de álcool, existem outros motivos que elevam o número de mortes no trânsito, principalmente nas rodovias em períodos de grandes feriados. Entre esses motivos, destacam-se: a) a imprudência dos condutores; b) o desconhecimento das leis de trânsito; c) o desconhecimento da sinalização; d) a falta de revisão nos veículos; e) as condições ruins de ruas e estradas em algumas partes do país; f) a sinalização precária em algumas vias, entre outros.

Outro problema relacionado com o trânsito no Brasil refere-se à mobilidade urbana. O processo de urbanização do país foi tardio e acelerado, ocorrendo ao longo de algumas poucas décadas no século XX. Além disso, a urbanização brasileira ocorreu acompanhada de uma metropolização, ou seja, a concentração da maior parte dos habitantes em metrópoles, fazendo com que elas ficassem demasiadamente “inchadas”, o que eleva os problemas no trânsito. Associa-se a isso o aumento do poder de consumo dos brasileiros nas últimas décadas, que não foi acompanhado por uma política de mobilidade nas cidades, elevando o número de veículos e sobrecarregando as vias de circulação.

Além de haver uma melhoria nas rodovias e ruas no Brasil, incluindo a qualidade das pistas e da sinalização, é preciso uma maior conscientização dos condutores de veículos do país. A maior parte dos acidentes poderia ser evitada caso os motoristas e pedestres cumprissem as normas previstas na legislação. Afinal, mais importante do que um desempenho satisfatório ao volante é a conservação da vida e a garantia de uma melhor segurança nas vias de tráfego do país.

Assuntos Relacionados



Deixe seu comentário para

25 de setembro — Dia do Trânsito








0 comentários

Faça seu Login