Você está aqui Mundo Educação Biologia Botânica Teoria de Dixon
Teoria de Dixon
Os efeitos da coesão-tensão e a capilaridade dos vasos xilemáticos.
Segundo a teoria da coesão-tensão, as moléculas de água são transportadas nos organismos vegetais através de finíssimos capilares condutores de seiva bruta (xilema), mantendo-se unidas por forças de coesão, formando uma coluna líquida contínua das raízes até as folhas.

Conforme as folhas perdem água por transpiração, suas células absorvem a seiva inorgânica dos vasos xilemáticos, provocando uma pressão de sucção que puxa a coluna líquida no interior dos vasos do xilema.

Essa sucção, induzida pela diferença de concentração colaborada pelo déficit hídrico no extrato arbóreo (somatório da evaporação das folhas), gera um gradiente osmótico desencadeando uma pressão positiva nos capilares desde a raiz, suficiente para sensibilizar a zona pilífera a absorver água contida no solo.

Outro aspecto importante no carreamento de água, a dezenas de metros acima do nível do solo, são interações químicas (pontes de hidrogênio), mantidas pela eletronegatividade dos átomos de hidrogênio e oxigênio entre moléculas de água.

Toda série de fatores interdependentes contribui com a fisiologia (o funcionamento), no transporte de substância em um organismo vegetal.

Assuntos Relacionados



Deixe seu comentário para

Teoria de Dixon








0 comentários

Faça seu Login