Você está aqui Mundo Educação Biologia Botânica Tecidos de Revestimento

Tecidos de Revestimento

Tecidos de Revestimento
Os acúleos são varioações da epiderme, tecido de revestimento vegetal

Os tecidos de revestimento servem para proteger o vegetal dos agentes nocivos do meio externo, além de controlar e regular as trocas de nutrientes entre os meios interno e externo. Esses tecidos são divididos em epiderme e súber.

A epiderme é um tecido vivo originado do dermatogênio, constituído por uma única camada de células vivas e firmemente unidas, conferindo à planta, uma grande proteção mecânica. As células epidérmicas são transparentes e não possuem cloroplastos, pois não realizam a fotossíntese. A epiderme pode sofrer adaptações em sua estrutura conforme o meio em que a planta se encontra, com a função de realizar plenamente sua função no vegetal.

Algumas variações da epiderme:

Cutícula: Encontrada em cactos, a cutícula é uma película de cutina que tem por objetivo ocasionar a perda de água por transpiração.
Pêlos: São projeções formadas por uma ou mais células com a função de regular a transpiração excessiva da planta.
Acúleos: Os acúleos são saliências pontiagudas formadas por células epidérmicas que servem como uma estrutura de proteção ao vegetal.
Papilas: É a epiderme que reveste as pétalas de certas flores, facilitando o processo de polinização.
Estômatos: É a mais importante variação da epiderme, pois regula as trocas gasosas entre o vegetal e o meio externo.

O súber, ao contrário da epiderme, é formado por células mortas, reduzidas à parede suberificada, surge assim que o vegetal começa a engrossar. As células do súber formam as diversas camadas da casca de uma árvore.

Assuntos Relacionados



Deixe seu comentário para

Tecidos de Revestimento








0 comentários

Faça seu Login