Você está aqui Mundo Educação Biologia Ecologia Relações ecológicas intraespecíficas

Relações ecológicas intraespecíficas

Relações ecológicas intraespecíficas
As abelhas são insetos que vivem em sociedade, um exemplo de relação ecológica intraespecífica

Chamamos de interações biológicas ou relações ecológicas as interações que os organismos de uma comunidade mantêm entre si. Essas interações são classificadas em intraespecíficas ou interespecíficas, sendo conhecidas como relações ecológicas intraespecíficas e relações ecológicas interespecíficas respectivamente.

As relações ecológicas intraespecíficas, também chamadas por alguns de interações homotípicas, ocorrem entre indivíduos de uma mesma espécie. Já as relações ecológicas interespecíficas, conhecidas por alguns como interações heterotípicas, ocorrem entre organismos de espécies diferentes.

As relações ecológicas intraespecíficas podem ser classificadas em:

Positivas ou harmônicas - quando nenhum dos organismos envolvidos na interação se prejudica;

→ Negativas ou desarmônicas - quando há prejuízo para um dos organismos envolvidos.

Entre as relações ecológicas intraespecíficas harmônicas existem as colônias e as sociedades.

As colônias são agrupamentos de indivíduos de uma mesma espécie que se unem de forma anatômica, trazendo vantagens para todo o grupo. Nas colônias, dependendo da espécie de ser vivo, pode haver divisão de trabalho, como por exemplo, no cnidário Obelia, que apresenta indivíduos responsáveis pela reprodução e outros responsáveis pela alimentação.       

As colônias podem ser de dois tipos:

Heterotípicas, heteromorfas ou polimorfas: nesse tipo de colônia há diferenciação entre seus membros com divisão de trabalho entre eles;

Homotípicas, homeomorfas ou isomorfas: nesse tipo de colônia não se vê diferença entre seus membros, não havendo também a divisão do trabalho.

Um exemplo de colônia polimorfa é o da Obelia, que foi dado no quinto parágrafo. Nesse cnidário, encontramos organismos morfologicamente diferentes e com funções bem definidas.

Como colônias isomorfas podemos exemplificar com os corais, também pertencentes ao filo dos cnidários. Os corais são seres que constroem um esqueleto calcário que abriga de centenas a milhões de indivíduos praticamente semelhantes.

As sociedades são outro exemplo de relações ecológicas intraespecíficas harmônicas. Nelas, os organismos de uma mesma espécie não vivem unidos anatomicamente como nas colônias, mas apresentam um grau de cooperação, comunicação e divisão de trabalho extremamente organizado. Como exemplos de sociedades, temos os chamados insetos sociais, que são as abelhas, vespas, formigas e cupins, e alguns mamíferos, como os castores, os gorilas e a espécie humana.

Como vimos anteriormente, as relações ecológicas intraespecíficas também podem ser desarmônicas, como a competição intraespecífica e o canibalismo.

Na competição intraespecífica, os organismos de uma mesma espécie competem pelos mesmos recursos, que são limitados, disponíveis no meio.

Já no canibalismo, um organismo mata e devora outro organismo da mesma espécie. Como exemplo, podemos citar algumas espécies de aranhas, que devoram os machos logo após a cópula, ou algumas espécies de peixes predadores, que na falta de alimento, podem se alimentar de peixes mais jovens da mesma espécie.

Assuntos Relacionados



Deixe seu comentário para

Relações ecológicas intraespecíficas








1 comentários

Faça seu Login

  • quinta-feira | 02/10/2014 | Ivaldo
    Usuário

    muito bom :v