Você está aqui Mundo Educação Biologia Reprodução Fases do desenvolvimento embrionário

Fases do desenvolvimento embrionário

Fases do desenvolvimento embrionário
Mórula

Após a fecundação do óvulo pelo espermatozoide, é formado o zigoto, que passará por sucessivas etapas de divisões mitóticas e diferenciação celular, até se formar um indivíduo propriamente dito. Esses eventos são denominados embriogênese, ou desenvolvimento embrionário, e suas etapas são: segmentação, gastrulação e organogênese.


Segmentação

Nesta, ocorrem diversas divisões denominadas clivagens, dando origem a blastômeros. Tais eventos podem ocorrer em todo o zigoto, ou não, sendo este fato, e também a velocidade de divisão, influenciados pela quantidade de vitelo: quanto maior a sua concentração, menor a velocidade das clivagens.

Geralmente, durante as divisões, há a formação de um maciço celular com algumas dezenas de células, denominado mórula. Progressivamente, o número de células aumenta, e há o surgimento de uma cavidade interna denominada blastocele, esta sendo preenchida de líquido sintetizado por algumas de suas células. Nessa fase da segmentação, o embrião é chamado de blástula.

Na segmentação, o volume celular continua basicamente o mesmo.


Gastrulação

Nesta fase é definido o plano corporal do indivíduo, a partir da formação dos folhetos germinativos: ectoderma, endoderma e mesoderma.

As células da blástula se rearranjam. Células migradas para a região interna (endoderma e mesoderma) serão, posteriormente, diferenciadas em músculos e órgãos internos; e as superficiais (ectoderma), em sistema nervoso e pele.

A blastocele desaparece, dando origem a uma estrutura denominada arquêntero, que se modificará em tubo digestório. O arquêntero se comunica com o exterior por uma estrutura denominada blastóporo. Este, em animais protostômios, dará origem à boca; e em deuterostômios, ao ânus, sendo a boca formada depois, na região oposta à desta estrutura.

Poríferos não possuem folhetos germinativos; cnidários possuem apenas o ectoderma e endoderma e são, por isso, denominados diblásticos. Todos os outros animais apresentam os três e, por isso, são considerados triblásticos.

Assim, na gastrulação, há a diferenciação de células, e também aumento de massa do zigoto.


Organogênese

A organogênese é a fase em que ocorre a diferenciação dos folhetos em órgãos. Ela se inicia, nos cordados, com a neurulação, que consiste na formação do tubo neural a partir da ectoderme. Notocorda e celoma também são formados, sendo esse último delimitado pela mesoderme.

Em vertebrados, a partir do ectoderma, forma-se a crista neural. Esta é responsável pela formação de alguns tipos celulares, como os pigmentares, e neurônios sensoriais do sistema nervoso periférico.

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

Assuntos Relacionados



Deixe seu comentário para

Fases do desenvolvimento embrionário








20 comentários

Faça seu Login

  • sexta-feira | 19/09/2014 | Hilary
    Usuário

    Esse é um bom exemplo, agora eu posso estudar sem nenhuma dificuldade!!!

  • domingo | 07/04/2013 | Joaquina...
    Usuário

    Adorei, e estou a aprender cada vez mais cm este site.

  • terça-feira | 31/07/2012 | Nilza Aly
    Usuário

    Estou maravilhada pelas etapas ou metamorfoses que o embrião passa.

  • quinta-feira | 31/05/2012 | mikael
    Usuário

    d esse comentario pois cada parte do texto nos deixa com bastantes informações..vc ta de parabens!!!!